Glória/BA: Prefeito Davi Cavalcante propõe reduzir seu próprio salário, além do vice e secretários

Glória/BA: Prefeito Davi Cavalcante propõe reduzir seu próprio salário, além do vice e secretários

Por Wallace Lima da Revista Baiana de Notícias///Portal de Notícias da RBN FM

Aconteceu na manhã desta quarta-feira (15) a Sessão Solene que marcou o início dos trabalhos no Legislativo da Câmara de Vereadores da cidade de Glória/BA. Várias autoridades marcaram presença, entre elas, o Prefeito Davi Cavalcante, que aproveitou a ocasião e anunciou uma decisão do Executivo. O prefeito propôs reduzir o próprio salário em 10% e dos secretários e vice em 5%, uma economia de R$ 53 Mil por ano e R$ 243 até concluir seu mandato.

Davi disse estar preocupado com a situação financeira que o município vive, uma realidade da atual crise que o Brasil sofre, pensando nisso revolveu pedir à Câmara de Vereadores que refizesse um Projeto de Lei com a diminuição salarial dos seus vencimentos, isso para Prefeito, vice e secretários municipais. Os recursos dessa redução seriam dados como contrapartida na compra da merenda escolar municipal.

Confira entrevista com Davi Cavalcante:

Redução salarial:

“Estamos passando por uma situação no Brasil de crise financeira, então me reunir com o vice-presidente, Gilmar Pereira, vice-prefeito, José Nilson, discutindo uma forma que possa contribuir com o município e como tivemos esse aumento no ano passado e já começou a vigorar, pensamos em dar uma contribuição de forma moral e o melhor caminho foi propor ao Presidente Gilmar Pereira, que fosse refeito um projeto com a diminuição salarial dos nossos vencimentos, os secretários e vice-prefeito com uma diminuição de 5% e o Prefeito Municipal teria uma redução no salário de 10% e isso ai acarreta uma economia bem razoável para a realidade que tivemos hoje”.

Destino para a redução dos recursos:

“A gente propôs que a Secretária Adielma, fizesse de tudo para que destinasse esse recurso juntamente para as pessoas que precisam que são os nossos alunos, nossos jovens e que pudessem estar utilizando desse recurso que foi economizado com os vencimentos para poder dar contra partida para pagamento da merenda escolar municipal, porque o recurso federal vem, mais o município também entra com uma contrapartida para pagamento da merenda municipal e esse foi o nosso maior objetivo”.

Governo vai sua parte:

“Temos que começar a fazer nossa parte, poderíamos contribuir mais, mas vamos contribuir com as ações do governo e estamos abrindo mão desses vencimentos que foi aprovado por Lei, para mostrar que a gente estar aqui para fazer diferente e tenho certeza que o Presidente Gilmar Pereira vai aceitar essa nossa sugestão através de oficio e desenvolvendo um projeto de Lei para ser aprovado com os demais vereadores desta casa.”

Sobre o autor  ⁄ Redação RBN

Sem Comentários