Paulo Afonso-BA, 19/08/2022
logo-275x210

Emerson Emídio: polícia apreendem 2 toneladas de maconha em Mata Grande

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar, deflagrada nesta terça-feira (19), resultou na descoberta de uma roça com mais de dois mil pés de maconha, no Sítio Boi Velho, zona rural de Mata Grande.

Quando os policiais chegaram ao local, foram recebidos a tiros por pelo menos cinco criminosos, que cuidavam da plantação. Houve uma troca de tiros, mas eles conseguiram escapar a pé pela caatinga.

Toda a plantação de maconha, que estava pronta para ser colhida, foi apreendida pelas equipes policiais, totalizando duas toneladas da droga, que, depois de ser pesada, foi incinerada.

Os homens que trocaram tiros com as polícias tratam-se de Adelcio Alonso da Silva, morador do povoado Favela e proprietário da terra onde foi localizada a plantação; José Alves da Silva (Dudé), Francisco Severiano Brandão (Chiquinho), “Collor” e “Galego de Gentil”, todos moradores de Mata Grande.

UPA: reuniões na Secretaria estadual de Saúde discutem futuro da unidade

A semana começou com várias reuniões em Maceió e o assunto não poderia ser outro: a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de Delmiro Gouveia, no Sertão. Os encontros foram realizados junto ao secretário estadual de Saúde, Alexandre Ayres.

Em entrevista ao portal Correio Notícia, Tony Cloves explicou que atendeu um chamado da equipe técnica da Secretaria. “Pensei que a reunião seria com todos os convidados e no primeiro momento, onde o secretário se reuniu com o prefeito Padre Eraldo e equipe, fui impedido de participar”, abordou.

Ele explicou que, na segunda reunião, teve a oportunidade de participar das discussões do futuro da UPA. “Entramos na sala e fomos recepcionados pelo secretário. Lá, Alexandre Ayres explicou a mim e ao Ronaldo Medeiros como estava o andamento do futuro da UPA de Delmiro Gouveia”, explanou.

O conselheiro elencou que existem algumas possibilidades para a unidade e que esse processo está em fase de discussão. “Na reunião, foram colocados os seguintes destinos: o primeiro os governos do Estado e federal assumirem os valores da manutenção. O segundo, os recursos que a UPA recebe passem ao hospital da cidade, além de investimentos em aparelhos e estrutura para suprir a demanda da 10ª região. E a terceira seria o município gerir”, afirmou.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.