Paulo Afonso-BA, 19/08/2022
logo-275x210

“A solicitação de barraca para Igreja somente ocorreu quando o espaço já estava totalmente ocupado” Diz nota da Prefeitura de Glória sobre declarações de vereador

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

A Prefeitura Municipal de Glória, através da Secretaria Municipal de Governo vem, por meio desta, esclarecer temática debatida na sessão legislativa da Câmara Municipal no dia 21 de maio acerca da Festa de Santo Antônio a acontecer no corrente ano.

Foram divulgados em redes sociais a na Câmara Municipal nesta terça-feira (21), comentários sobre a Festa de Santo Antônio, nos quais afirmaram-se que a prefeitura de Glória e a Comissão Organizadora negaram a permissão para a Igreja de Santo Antônio colocar barraca na festa do seu próprio padroeiro. Contudo, ocorre que tais informações NÃO CONDIZEM com a realidade dos fatos.

Cabe destacar que a Prefeitura Municipal tem fortalecido a cultura religiosa, independentemente de seguimento religioso, inclusive, no que diz respeito à tradicional Trezena de Santo Antônio, autorizou o fornecimento por completo da solicitação feita pela IGREJA DE Santo Antônio, sendo: O Largo de Santo Antônio, com toda estrutura de palco, iluminação, toldos, carro de som e segurança, tudo na forma do Oficio nº 02/2019 encaminhado à Prefeitura Municipal pelo Administrador Paroquial.

Se faz necessário destacar que o espaço do circuito da festa é limitado e sua estrutura organizacional foi alterada para poder obrigar, além dos barraqueiros, e ambulantes, a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Bombeiros Civis, tudo para atender as normas de segurança exigidas pelos órgãos fiscalizadores. Esclarecemos, ainda, que a solicitação de barraca por meio do Concelho Paroquial somente ocorreu quando o espaço já estava totalmente ocupado pelos ambulantes e órgãos de segurança, já na reunião marcada com os barraqueiros e ambulantes para explanação das diretrizes do evento.

Ressaltamos ainda que a ocupação no circuito principal do evento deve seguir norma de segurança que estabelece área mínima para cara barraca, inviabilizando a alocação de mais uma barraca sem prejuízo às demais.

Desse modo, qualquer vinculação de informações de modo diverso do que está sendo esclarecido na presente nota, não corresponde com a verdade e sugere má fé ao tentar colocar a comunidade religiosa contra a organização do evento.

ASCOM-PMG

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.