Paulo Afonso-BA, 19/08/2022
logo-275x210

DESVIOS EM EMPRÉSTIMOS DO BNDES PARA OBRAS NO EXTERIOR CHEGAM A 50%

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

 

                          Postado por Agência de Notícias  \\\\   Portal da RBN   FM 93 ,  5

 

Por Claudio Dantas

O Antagonista apurou que as auditorias do TCU sobre 140 operações de financiamento de exportações do BNDES indicam desvios de até 50% do valor liberado.

Até o momento, o tribunal concluiu quatro relatórios que ainda serão julgados em plenário: obras rodoviárias, infraestrutura urbana, obras do setor elétrico, além de portos e estaleiros.

Na área de energia, por exemplo, descobriu-se um superfaturamento de quase 42% nos valores liberados pelo banco para esses empreendimentos.

O TCU, porém, não tem atribuição para investigar o destino do dinheiro e deverá encaminhar pedido para o MPF.

Estão em fase de conclusão, auditorias de aeroportos e hangares, siderúrgicas e gasodutos, além de projetos de irrigação e drenagem, entre outros.

Uma avaliação preliminar indica que o valor desviado chega a R$ 20 bilhões, considerando apenas o universo das 140 operações analisadas.

Como O Antagonista revelou ontem, Antonio Palocci disse à CPI do BNDES que Lula teve papel decisivo no esquema de corrupção montado no banco, que distribuiu R$ 500 bilhões em empréstimos a empresas e governos amigos.

Leia também:

Como O Antagonista revelou ontem à noite, Antonio Palocci colocou Lula no topo do esquema de corrupção que levou o BNDES a liberar mais de R$ 500 bilhões durante as gestões do PT.

Para viabilizar a concessão desse volume assombroso de recursos a empresários amigos, o governo petista alterou regras de avaliação de riscos e garantias. Ou seja, mudou as regras para evitar violá-las.

A digital de Lula nesse enredo criminoso está num discurso de 28 de novembro de 2003, quando anunciou a “revisão do seguro de crédito” para operações de exportação e enquadrou todos os países da América Latina no “grupo 1” – que deveria reunir apenas economias sólidas, sem risco de calote.

O mesmo expediente depois foi ampliado para ditaduras africanas. A íntegra AQUI.

Leia Mais

Notas falsas de R$ 20, 00 circulam no comércio de Paulo Afonso

Os comerciantes de Paulo Afonso e a população em geral devem ficar atentos para não serem enganados. É que notas falsas de vinte reais, estão circulando no comércio.

As notas de vinte reais começaram a circular em todo país tem pouco tempo. Elas foram criadas para facilitar o troco e dificultar a falsificação. Mas têm trazido dor de cabeça e prejuízos. Mais um pauloafonsino recebeu a cédula falsa e pediu que o repórter Gil Leal entregasse a Polícia.

É preciso ficar atento. As cédulas são parecidas. Mas existem diferenças entre a nota verdadeira e a falsificada.
Na cédula original, na faixa holográfica aparece em vários locais o número vinte. Na falsa eles não existem.

O número de série na nota verdadeira é impresso em alto relevo. Ao tocar na falsificada é possível perceber que o revelo não existe, a posição do mico dourado também está errada na cédula e invés de dois micos, só existe um na falsa. A impressão da cédula falsa também é grosseira. Apesar de tantas diferenças ainda confunde a população.

Segundo informações da Polícia Militar, qem receber uma nota falsa de vinte reais deve procurar a Polícia Civil e registrar a ocorrência para que possa ser feita a investigação sobre origem do dinheiro.

 

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.