Paulo Afonso-BA, 12/08/2022
logo-275x210

Pepê marca duas vezes e Grêmio vence o Vasco na Arena

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

                                   Postado por Agência de Notícias RBN   \\\\   Portal da RBN   FM  93 ,  5

 

Tricolor saiu atrás, mas contou com dois gols do atacante para chegar à virada

 

Com um time repleto de reservas, o Grêmio sofreu, mas venceu o Vasco por 2 a 1 neste sábado (13). Pepê foi o nome do jogo, marcando os gols da virada tricolor. Menos mal para os 11 mil torcedores que encararam a Arena, com frio e chuva, e chegaram a temer pelo pior quando Yago Pikachu abriu o placar na primeira etapa. O resultado melhora ainda mais a condição tricolor na tabela do Brasileirão e deixa a equipe menos pressionada para o jogo de volta contra o Bahia, pela Copa do Brasil, na próxima quarta-feira (17

Por estar atrás do marcador, esperava-se que, ao menos, o Tricolor pressionasse em busca do empate. Que nada! O cronômetro marcava 30 minutos e o time não havia chuta uma bola em direção ao goleiro Fernando Miguel. Por isso, Everton foi chamado do banco antes mesmo do intervalo, entrando no lugar do volante Rômulo. Das arquibancadas, o torcedor comemorou como se fora um gol. Entretanto, a mudança não alterou o panorama, sendo a única finalização um chute completamente sem nexo de David Braz, de muito longe e sem perigo algum.

Se alguém levou perigo foi o Vasco. E, nas duas vezes, aproveitando desatenção dos atletas gremistas. Primeiro, aos 43, Pepê perdeu a bola e viu Valdívia partir em disparada, mas finalizar por cima do travessão. Um minuto depois, foi a vez de Matheus Henrique errar passe bobo no meio-campo e armar contra-ataque para Raul, que só não ampliou a vantagem graças à intervenção de Paulo Victor. Para tanto, as vaias ouvidas no intervalo foram mais do que merecidas.

Mas o Grêmio parecia nem ter voltado do vestiário. Com apenas 18 segundos de bola rolando, Yago Pikachu invadiu a área aos dribles e tocou para as redes. Menos mal que o árbitro, com o auxílio do VAR, assinalou falta de Rossi na origem da jogada e anulou o segundo gol vascaíno. Era a chance que o destino dava ao Tricolor para reagir no jogo.

Com quatro minutos, Pepê recebeu lançamento pela direita e cruzou para o outro lado do campo, onde apareceu Everton para cabecear, sem jeito, por cima do travessão. Aos 15, enfim, a redenção. Luan deixou a área e descolou passe, colocando Pepê na cara do goleiro Fernando Miguel: 1 a 1.

O gol incendiou a partida. Aos 20, o mesmo Pepê desperdiçou uma chance clara, depois do chute de Luan desviar na defesa. Seis minutos depois, Everton fez com que o goleiro defendesse em dois tempos. Porém, completamente exposto em busca da vitória, não deixou de passar por apuros quando Marcos Júnior pegou rebote de Paulo Victor e, com o arqueiro gremista caído, chutou para fora.

Na base do desespero, Renato promoveu a entrada de dois meninos. Primeiro, o centroavante Da Silva, depois o meia Patrick. Mas foi a estrela do jovem Pepê que brilhou novamente. Aos 40, o experiente Léo Moura foi à linha de fundo e cruzou na cabeça do atacante, que não perdoou: 2 a 1, de virada.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.