Paulo Afonso-BA, 09/08/2022
logo-275x210

Mulher joga padre Marcelo Rossi do palco de evento em São Paulo; veja o vídeo

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

    Agência de Notícias da RBN \\\\ Portal da RBN FM 93 , 5

 

Postado por Agência de Notícias RBN \\\ Portal da RBN FM 93 , 5

Mulher joga padre Marcelo Rossi do palco de evento em São Paulo; veja o vídeo
Padre Marcelo participava da missa de encerramento do Acampamento PHN, em Cachoeira Paulista, quando foi atirado do palco por uma mulher
CSCristiane Silva
postado em 14/07/2019 16:45 / atualizado em 14/07/2019 16:48

Uma mulher empurrou o padre Marcelo Rossi do palco de um evento na tarde deste domingo em Cachoeira Paulista (SP). O vídeo que mostra o momento em que o religioso cai do palco se espalhou pelas redes sociais.

O padre Marcelo participava do encerramento do Acampamento PHN (Por Hoje Não, por hoje não vou mais pecar), na sede da comunidade católica Canção Nova.

Câmeras flagraram o momento em que mulher correu na direção do padre Marcelo e o atirou para fora do palco(foto: Reprodução da internet/Youtube)
Câmeras flagraram o momento em que mulher correu na direção do padre Marcelo e o atirou para fora do palco

(foto: Reprodução da internet/Youtube)

O ataque ocorreu durante a celebração da missa. O vídeo mostra a pregação do religioso quando, repentinamente, uma mulher de blusa branca corre na direção do padre e o empurra. Ele cai do palco, enquanto a mulher aparece sorrindo. A câmera se volta para os fiéis assustados. Ainda não há informações sobre o estado de saúde do padre Marcelo Rossi.

 Veja o vídeo

Aguarde mais informações

 

 

LEIA  MAIS  

                          Agência de Notícias da RBN \\\\ Portal da RBN FM 93 , 5

Prefeito é morto a tiros por vereador após discussão

Hélio Pinto de Carvalho (PSDB) chegou a ser socorrido e morreu no hospital de Ipatinga; segundo a polícia, o vereador Marcos Alves de Lima (PSDC) foi preso em Governador Valadares.
Por G1 Vales de Minas

 

O prefeito de Naque, Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), foi morto a tiros na manhã deste sábado (13), pelo vereador Marcos Alves de Lima (PSDC). Segundo informações da Polícia Militar, os dois discutiam por causa de uma cerca quando o vereador sacou uma arma e atirou seis vezes.

Ainda segundo a PM, o vereador tem um lote que fica ao lado de uma outra área que pertence ao município e queria cercar o local. O prefeito tentou impedir e os dois se desentenderam. Testemunhas disseram à polícia que o prefeito agrediu o vereador com um chicote, quando o parlamentar efetuou os disparos.

Crime foi em um loteamento na zona rural de Naque — Foto: Wellington Silveira/ Inter TV Crime foi em um loteamento na zona rural de Naque — Foto: Wellington Silveira/ Inter TV
Crime foi em um loteamento na zona rural de Naque — Foto: Wellington Silveira/ Inter TV

O prefeito foi socorrido e encaminhado ao Hospital Márcio Cunha em Ipatinga, mas não resistiu aos ferimentos. Em nota, a Unidade confirmou que Hélio Pinto de Carvalho morreu às 9h51 e foi baleado no tórax e nas pernas.

Após o crime, o vereador fugiu do local em um carro e foi preso no Bairro Retiro dos Lagos, em Governador Valadares. De acordo com a Polícia Militar, ele alegou que atirou para se defender.

“O vereador estava com várias escoriações que, segundo alegação dele, foi resultado de luta corporal com o prefeito. Para se defender, teria efetuado os disparos”, explicou o Sargento Almeida.

A arma utilizada no crime foi apreendida pelos policiais. Marcos Alves de Lima foi levado para a delegacia de Governador Valadares, mas será encaminhado para Ipatinga, onde o caso será investigado.

Hélio Pinto de Carvalho, de 55 anos, foi reeleito em 2016 e recebeu 1.727 votos (39,60%). Ele estava no segundo mandato como prefeito e já foi eleito vereador em 2008. A cidade de Naque fica no Leste de Minas e tem pouco mais de 6 mil habitantes, conforme o IBGE.

O corpo do prefeito será velado na Câmara Municipal de Naque a partir das 21h deste sábado. O enterro será no domingo no Cemitério Memorial Parque, em Governador Valadares. O horário ainda não foi definido.

Por:   G1 Vales de Minas.

 

Leia Mais

Agencia Baiana de Noticias

O governador Rui Costa visitou o município de Coronel João Sá, que foi fortemente atingindo pela chuva que cai na região, provocando a cheia do Rio do Peixe e grandes prejuízos para a população local e também da cidade de Pedro Alexandre, na região nordeste do estado. Acompanhado do secretário de infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, e do secretário de saúde, Fábio Vilas Boas, o governador visitou as ruas afetadas, conversou com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Francisco Teles, e se reuniu com o prefeito de Coronel João Sá, Carlos Sobral.

 

“O que está acontecendo é o colapso de muitos pequenos barramentos feitos em propriedades privadas, que vão rompendo e formam um efeito cascata e uma onda de água. Nossa medida imediata foi trazer aqui o Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar, a Defesa Civil; trouxemos máquinas e equipamentos para desobstruir bueiros, facilitar o deslocamento da população. Agora vamos monitorar os outros pequenos barramentos para que a eventual elevação da água não comprometa a vida de ninguém tomando, inclusive, medidas para a prevenção da saúde das pessoas”, declarou o governador durante a visita.

 

De acordo com o prefeito Carlos Sobral, foi decretado estado de emergência na cidade, que já estava em estado de emergência por conta da estiagem. De acordo com o Corpo de Bombeiros, aproximadamente 500 famílias desalojadas foram encaminhas para escolas e ginásio de esportes.

 

Fonte Ascom/Gov-BA

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.