Paulo Afonso-BA, 11/08/2022
logo-275x210

Em quem acreditar no Site da esquerda ou da direita

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

Postado por Agência de Notícias RBN \\\ Portal da RBN  FM   93 , 5

 

Judiciário que tratou a Crusoé como ‘bandida’, trata o IntercePT como ‘herói’

 

                                                                             Da redação do Diário do Brasil  (Direita ou Esquerda você decide )

Greenwald, o ‘anarquista digital’, já deveria ter sido conduzido sob vara para depor …
Qual é o problema com o alto escalão do Judiciário brasileiro?

Tempos atrás, a revista Crusoé publicou um artigo dizendo que o nome do ministro Dias Toffoli foi citado durante uma troca de emails entre executivos da Odebrecht.

Toffoli se irritou e acionou o ministro Alexandre de Moraes … a partir daí, iniciou-se uma caçada contra a revista, que foi censurada, processada, multada, enfim, até a PF foi acionada para cumprir mandatos de busca e apreensão.

Ressaltando que a Crusoé não agiu de forma ilegal … não obteve documentos de maneira criminosa.

Pois bem …

Há cerca de dois meses, o site The IntercePT tem provocado uma anarquia generalizada no país fazendo uma espécie de chantagem ao reter mensagens e áudios obtidos ilegalmente através do hackeamento de celulares de agentes públicos (juízes, promotores, políticos e sabe-se lá mais quem).

Se a intenção do jornalista fosse realmente ajudar o país ou ‘fazer justiça’, o mesmo já teria procurado a PF e o Ministério Público e entregado uma cópia dessas supostas provas (*** obtidas de maneira ilegal ***)

Mas não … o ativista, travestido de jornalista, está fazendo todo um país refém de algo que ‘supostamente teria ocorrido’ … em outras palavras, Greenwald está conspirando contra uma Nação.

Agora a(s) pergunta(s):

“Porque é que o STF, especificamente os ministros Toffoli e Moraes, não agem da mesma maneira que agiram com a Revista Crusoé?”

“Porque é que esses ministros não abrem um inquérito e colocam a PF para ‘chutar as portas’, como foi feito com a Crusoé?”

“Porque é que os ministros não censuram as matérias do site The IntercePT?”

“Porque é que o jornalista Glen Greenwald não foi conduzido ‘sob vara’ para depor sobre o caso?”Intercept: ataques de Moro e Bolsonaro não alteram novas revelações da Vaza Jato
“Se a própria História do jornalismo servir de algo, as tentativas de Moro e de seus defensores de fazer o público focar nas ações da suposta fonte ao invés do conteúdo de nossas reportagens fracassarão”, diz o Intercept Brasil em editorial neste domingo

 

LEIA MAIS 

 

Em quem acreditar no Site da esquerda ou da direita


 

                                                                    Da redação do Brasil- 247   (   Direita ou Esquerda você decide )

 

Jair Bolsonaro e Glenn Greenwald

Jair Bolsonaro e Glenn Greenwald (Foto: Paulo Emílio)

 

Brasil 247 –  O site The Intercept Brasil divulgou neste domingo, 28, editorial em que reafirma que a prisão dos “hackers de Araraquara” pela Polícia Federal não afetará a divulgação de novas ilegalidades cometidas pela operação Lava Jato.

No texto, enviado aos assinantes da Newsletter do site, o Intercept menciona o ataque de Jair Bolsonaro ao jornalista Glenn Greenwald, ameaçando-o de prisão. “Apesar de seus esforços, Moro, Bolsonaro e seus defensores se mostraram incapazes de obter uma única prova ou indício de que o Intercept tenha feito qualquer coisa além de exercer seu direito de praticar jornalismo, tal qual é garantido e protegido pela Constituição brasileira e gozado por todos os jornalistas do país. Pelo contrário: todas as insinuações e sugestões feitas por eles de que o Intercept teria agido de forma imprópria foram desmentidas pelos fatos”, diz o editorial.

“Se a própria História do jornalismo servir de algo, as tentativas de Moro e de seus defensores de fazer o público focar nas ações da suposta fonte ao invés do conteúdo de nossas reportagens fracassarão. Grande parte do jornalismo mais importante produzido nas últimas décadas foi feito graças a fontes que obtiveram ilegalmente informações cruciais e as entregaram para jornalistas. O que fica registrado na História é o que foi revelado pelas reportagens, e não as ações das fontes que ajudaram na revelação”, diz o The Intercept em outro trecho do editorial.

“Hoje em dia, o que é lembrado pela História sobre o assunto não são os julgamentos morais feitos pelo governo dos EUA e seus defensores acerca das ações de Snowden. O que importa – o que ficou registrado na História – é o que foi revelado pelas reportagens sobre as invasões de privacidade massivas e indiscriminada perpetradas em segredo pelas agências de segurança”, acrescenta o veículo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.