Paulo Afonso-BA, 12/08/2022
logo-275x210

Encontro com microempreendedores do CredBahia discute melhorias do programa em Paulo Afonso

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

Agência Baiana de Notícias

Encontro com microempreendedores do CredBahia discute melhorias do programa em Paulo Afonso

Reunião foi realizada no auditório do Memorial Chesf e contou com a presença de agentes políticos e da sociedade

Discutir as melhorias no acesso de crédito aos microempreendedores assistidos pelo CredBahia foi uma das pautas do encontro realizado na última quinta-feira (1º), com a categoria. Promovido pela Prefeitura de Paulo Afonso, por meio da Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio (Setic), foi realizado no auditório do Memorial Chesf.

A proposta da reunião foi debater as melhorias do setor e contou com a presença do prefeito Luiz de Deus. Ele ressalta a importância do empreendedorismo para a economia da cidade.

“Agradeço a participação do Governo do Estado nesse programa que, em parceria com o município, disponibiliza oportunidade aos empreendedores para que possam fazer girar nossa economia. O principal ponto debatido foi o aumento desse crédito. Tenho certeza que vamos conseguir e, dessa forma, aumentar ainda mais a atividade empreendedora em nosso município”, afirma.

Para o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Regivaldo Coriolano, a ação é inédita e conta com a participação de representantes de órgãos ligados ao setor. “Essa sensibilidade do prefeito em conversar com os microempreendedores demonstra o cuidado em que se tem com a categoria. A reunião também contou com a participação de representante da Secretaria Estadual de Trabalho e Renda do Desenbahia”, afirma.

Em Paulo Afonso, o CredBahia foi fundado em 2005 e já assinou 4.860 contratos. Em valores, cerca de R$ 15 milhões já foram disponibilizados ao município, que é uma referência no setor na região, com quatro agentes de crédito e um agente administrativo.

“Essa ação denota um espírito empreendedor da gestão municipal. Isso é salutar e quem ganha é a população com essa atividade bem definida na cidade de Paulo Afonso”, afirma o representante da Secretaria de Estadual de Trabalho, Edson dos Santos.

O Microempreendedor Individual (MEI) foi criado em 2008 no Brasil para que os trabalhadores informais estejam dentro da legalidade e, principalmente, promover esta formalização com uma carga tributária reduzida. Os profissionais autônomos e micro empresários podem optar por se legalizar abrindo uma MEI.

O MEI trabalha por conta própria e se legaliza como pequeno empresário, desde que fature no máximo 81 mil reais por ano, não tenha participação em outra empresa como sócio, administrador ou titular e tenha no máximo um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.