Paulo Afonso-BA, 27/09/2020
logo-275x210

Organizadas do Corinthians não perdoam nem Cássio e protesto acaba em confusão

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

Torcedores do Corinthians, em grande parte membros de torcidas organizadas, se aglomeraram no portão que dá acesso aos ônibus das delegações na Neo Química Arena para protestar. O ato aconteceu logo após a derrota do Timão para o Palmeiras, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

A irritação pelo momento da equipe culminou com cobrança até mesmo em cima de Cássio, ídolo do clube e que talvez tenha sido citado pela primeira vez em um protesto.

“P… que saudade quando o Cássio jogava com vontade”, esbravejou o grupo de aproximadamente 200 pessoas.

Aliás, praticamente ninguém foi esquecido. “Fora, todo mundo”, gritavam os torcedores.

Luan, que não jogou o Derby por causa de uma lesão, o técnico Tiago Nunes e o presidente Andrés Sanchez foram os mais citados.

“Alô, Tiago, vsf, pega o Camacho e leva com você”; “Que decepção ver o Luan jogar no Coringão”; “Tiago Nunes, c…, fora do Timão”; “Foca no Timão e esquece a eleição”; “Alô, Andrés, vsf, arruma essa cagada ou eu vou pegar você”.

Gil, Danilo Avelar, Sidcley e outros atletas também não escaparam.

Antes dos ônibus deixarem a Neo Química Arena, a Polícia Militar dispersou o grupo de corintianos com bombas de gás lacrimogênio. Fogos de artifício foram disparados e uma grande confusão se formou, com correria pela Radial Leste.

Quando o espaço já não era mais ocupado por torcedores, Palmeiras e Corinthians deixaram o estádio de Itaquera, ambos escoltados.

Alguns torcedores ainda colocaram faixas de protesto no CT Joaquim Grava.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *