Paulo Afonso-BA, 27/09/2020
logo-275x210

Diretor rebate família que diz que detentos estão tomando banho de sol além do normal no Presídio de Paulo Afonso

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

Na tarde desta terça-feira (15), o repórter Thiago Nascimento entrevistou durante o Programa Ronda Policial da RBN FM, Dona Quitéria e Katiane, mãe e irmã do detento Sandro Silva Nascimento, recapturado há poucos dias após participar de uma fuga com mais seis colegas de cela do Presídio Regional de Paulo Afonso, as quais acusam a direção da unidade prisional de está aplicando sansões além do permitido aos presos como forma de puni-los pelas recente fuga.

A família diz que os presos estão tomando banho de sol das 08hs até as 17hs, sem ficar em nenhum momento na sombra, o diretor da unidade Alex Silva, rebateu as acusações e disse que o banho de sol existe, porém também tem o espaço com sombra para os detentos. “O que fazemos hoje no presidio de Paulo Afonso é alinhado com o que é feito em todas as unidades prisionais, o que eu posso dizer e ai é uma garantia que dou a todos é que aqui não á arbitrariedades, a gente não faz isso como forma de sansão”, disse Alex.

Katiane irmã e a mãe Quitéria, do preso Sandro Silva Nascimento

Irmã: “É por causa que meu irmão e outros presos estão no banho de sol de 8hs até as 17hs, sem direto a banho, a nada, ai o advogado entrou lá dentro e ele mandou recado para a gente entrar em contado com a rádio e falar sobre isso, porque eles estão tomando banho de sol com gente que está sarna, tuberculoso e isso não é certo, isso ai é melhor ficar dentro de uma cela, que no banho de sol, em um sol quente desse, porque eu fico dois minutos no sol quente e não aguento, imagina ele ali, só com um lençol cobrindo eles, sem nenhuma proteção. Eles são seres humanos, são gente, não são animais e nem animal que ficar no sol quente desse”.

Mãe: “A gente sofre muito como mãe né, que eu tenho esse filho meu que é o Sandro, tenho o outro que é o Marcio que considero como filho meu e é um sofrimento triste pra uma mãe saber que um filho de 08hs até ás 17hs, então o diretor tenha dor das mães e entre em contato, que tirem eles do sol e coloquem na cela com outro castigo ou então pra Serrinha que pelo menos fico conformada que já sou de lá mesmo, estou aqui por causa de meu filho, mas eu sei que é duro pra gente deitar a cabeça no travesseiro e saber que tem dois filhos dentro de Paulo Afonso no presídio em um banho de sol das 08hs ás 17hs, então são seres humanos, eu vejo que tem cavalos quem passam aqui amarrados, eu tanjo e coloco na sombra, mas os meus dois filhos então igual a dois cavalos lá dentro, então eu peço socorro para as mães procurarem a rádio para o diretor ter dó e piedade.

Diretor Alex do Presídio

“Isso é uma pressão que eles fazem com as famílias e as famílias vão pressionar mesmo, a gente está mudando o procedimento e era um procedimento que há muito tempo já deveria ter sido feito, os presos aqui em Paulo Afonso eles ficavam nos corredores em frente as celas abertas e isso não pode, até porque eles utilizam essas celas abertas para praticar algum tipo de ilícito, se quiser espancar preso, porque são locais em que a gente não tem acesso a vigilância, a gente não consegue visualizar bem. O procedimento em qualquer unidade prisional é que todos os presos vão para o banho de sol, que é um direito do preso em que há um local adequado para isso e inclusive em Paulo Afonso são dois módulos com uma construção recente projetada para ser presidio e os solares é coberto, tem uma parte que tem o sol para aqueles que querem ficar um tempo no sol, mas tem uma parte, a metade do pátio ele é coberto, tem mesas de alvenaria, cadeiras de alvenaria para que eles sentem, banheiros, todas as unidades prisionais, inclusive o conjunto penal de Vitória da Conquista que é construído nessa mesma estrutura e nós temos vários e os mais modernos que nós temos na Bahia é nessa estrutura, então o solarei ele é projetado dessa forma, para que eles passem o dia com o banho de sol. Agora eu até entendo e eles vão pressionar, as famílias vão querer para que a gente volte aquele mesmo procedimento que eles cometiam ilícitos e isso a gente não vai permitir mais, não adianta fazer pressão, porque qualquer um e ai eu convido as instituições pastoral carcerária, a impressa, o MP, o Judiciário, para vim verificar que é um local adequado para o banho de sol, antes eles nem queriam o banho de sol, só queriam ficar nesses corredores, porque dificulta a nossa vigilância, a segurança, então hoje não é permitido. O que fazemos hoje no presidio de Paulo Afonso é alinhado com o que é feito em todas as unidades prisionais, o que eu posso dizer e ai é uma garantia que dou a todos é que aqui não á arbitrariedades, a gente não faz isso como forma de sansão, não estamos fazendo isso com forma de punição, a gente está fazendo procedimentos que tem que se enquadrar ao que determina em qualquer lugar, em qualquer gestão penitenciaria”, finalizou o diretor.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *