Paulo Afonso-BA, 13/08/2022
logo-275x210

A imprensa que envergonha o jornalismo

Por Agência de Notícias RBN

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter

A mídia brasileira ganhou o status de imprensa suja, imprensa velha ou consórcio de imprensa por nadar de braçadas em mentiras, maledicências e manipulação de informações. Tudo por viés ideológico, militância jornalística e carência econômica.
Essa imprensa suja, minha alcunha predileta para eles, mantém jornalistas, e outros que nem o são, pagos apenas para gerar ataques ao governo, especialmente ao Presidente da República. Tem gente na imprensa com passado nebuloso e, muitos deles, até criminosos.
E não tem essa de plataforma específica para fazer esse jogo sujo. Na Internet, na TV, no Rádio, blogs, colunas, podcasts, enfim, onde for possível, lá estão eles, vomitando falsidades e canalhices. E que não se poupe os donos e dirigentes destas mídias, e seus financiadores. Pelo contrário, são eles que patrocinam toda essa lama do jornalismo.

Noves fora a origem destes “profissionais” do jornalismo, haja vista que as faculdades jorram doutrinados pela esquerda nas redações, ainda, temos aqueles forjados pela rebeldia sem causa.

Para ilustrar o que significa essa pocilga do jornalismo, observem só…

No embate sobre a lisura das eleições que travam, de um lado, a esquerda e seus postulantes apátridas, e por outro, os conservadores e patriotas, o grupo Diários Associados nos dá um belo exemplo de como o jogo é jogado.
Por parte do TSE, que não é “dona” das eleições, e, sim, seus administradores públicos do pleito democrático, arrola toda uma gama de instituições e autoridades para tentar encampar e legitimar suas ações. E os embaixadores não ficaram fora dessa. No dia 31 de maio, o TSE reuniu, a convite, vários diplomatas estrangeiros no Brasil para “explicar” o processo eleitoral com seus instrumentos e protocolos.

Em resposta, o chefe do executivo brasileiro, o presidente Jair Bolsonaro, agendou para próxima segunda-feira, 18 de julho, um encontro, também a convite, para os mesmos embaixadores, e no contraponto, expor como funciona todo o processo. Inclusive, anunciou que vai fazer colocações sobre o processo eleitoral de 2014 e 2018.

Para a imprensa suja, um dos lados faz críticas, o outro, ataques.

O modelo da nossa imprensa

Pois bem, o que o Diários Associados publicou… O jornal Correio Braziliense publicou em suas manchetes, no mesmo tema, os mesmos personagens e a mesma demanda, sob um prisma para um lado e tratamento diferente para a outra parte. Ambas as manchetes, dos dias 1 de junho e 17 de julho, foram replicadas no jornal Estado de Minas e no Portal UAI, respectivamente, assim:

Com Informações do Jornal da Cidade Online 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.